#856895

#856895

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856895

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856895
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2421
DPI: 300
Tamanho: 3009 Kb

#856894

#856894

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856894

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856894
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2429
DPI: 300
Tamanho: 2833 Kb

#856893

#856893

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856893

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856893
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2275
DPI: 300
Tamanho: 3156 Kb

#856892

#856892

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856892

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856892
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2349
DPI: 300
Tamanho: 3254 Kb

#856891

#856891

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856891

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856891
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2361
DPI: 300
Tamanho: 3335 Kb
 

#856890

#856890

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856890

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856890
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2305
DPI: 300
Tamanho: 3179 Kb

#856889

#856889

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856889

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856889
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2180
DPI: 300
Tamanho: 3826 Kb

#856888

#856888

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856888

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856888
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2318
DPI: 300
Tamanho: 3191 Kb

#856887

#856887

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856887

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856887
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2305
DPI: 300
Tamanho: 3124 Kb

#856886

#856886

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856886

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856886
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2318
DPI: 300
Tamanho: 3130 Kb
 

#856885

#856885

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856885

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856885
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2486
DPI: 300
Tamanho: 3622 Kb

#856884

#856884

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856884

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856884
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2497
DPI: 300
Tamanho: 3066 Kb

#856883

#856883

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856883

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856883
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2447
DPI: 300
Tamanho: 2992 Kb

#856882

#856882

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856882

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856882
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2318
DPI: 300
Tamanho: 3153 Kb

#856881

#856881

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856881

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856881
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2370
DPI: 300
Tamanho: 3020 Kb
 

#856880

#856880

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856880

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856880
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2378
DPI: 300
Tamanho: 3180 Kb

#856879

#856879

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856879

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856879
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2398
DPI: 300
Tamanho: 3112 Kb

#856878

#856878

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856878

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856878
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2209
DPI: 300
Tamanho: 2866 Kb

#856877

#856877

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856877

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856877
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2305
DPI: 300
Tamanho: 3455 Kb

#856876

#856876

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856876

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856876
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2247
DPI: 300
Tamanho: 3206 Kb
 

#856875

#856875

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856875

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856875
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2366
DPI: 300
Tamanho: 2863 Kb

#856874

#856874

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856874

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856874
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2258
DPI: 300
Tamanho: 3182 Kb

#856873

#856873

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856873

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856873
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2318
DPI: 300
Tamanho: 2646 Kb

#856872

#856872

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856872

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856872
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2279
DPI: 300
Tamanho: 3090 Kb

#856871

#856871

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa

 

#856871

STF começa a decidir sobre afastamento de parlamentares- 11/10/2017- BSB

Fotógrafo: Renato Costa


Direitos Autorais.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para .
Valor da compra:



Comprar

Adicionar o Carrinho

Código: #856871
Categoria: Pol. Nacional
Informações: O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu na manhã de hoje (11) sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. A questão é discutida em uma ação protocolada pelo PP e pelo PSC, e o resultado do julgamento será decisivo na revisão da medida adotada pela Primeira Turma, que afastou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno. Na ação direta de inconstitucionalidade, os partidos defendem que todas as medidas cautelares diversas da prisão previstas no Código de Processo Penal (CPP) precisam ser referendadas em 24 horas pela Câmara ou pelo Senado quando forem direcionadas a parlamentares. A ação foi protocolada no ano passado, após a decisão da Corte que afastou o ex-deputado Eduardo Cunha do mandato . Foto: Renato Costa / FramePhoto
Horizontal: 3500
Vertical: 2346
DPI: 300
Tamanho: 2387 Kb
 
Exibindo registros de 1 à 25 - total de 34

Você precisa estar logado para comprar uma imagem.

Esta imagem é protegida segundo a Lei 9610/98, que rege os Direitos Autorais no país. Ela só poderá ser utilizada segundo o disposto nos Termos de Uso. Crédito obrigatório para /Frame.
Valor da compra: R$

Cadastro.

Aguarde nosso contato para ativação da sua conta.

Atualização de Cadastro.

Seus dados foram atualizados com sucesso.
As alterações no cadastro estarão disponíveis no próximo login.

Login/Senha Inválidos.

Por favor, verifique seu usuário e senha.

Bem vindo

Seu Login foi efetuado com sucesso.

Carrinho

Item inserido no carrinho com sucesso.

Compra Finalizada

Sua compra foi finalizada com sucesso.

Enviado

Seu pedido foi enviado com sucesso.

Pedido

Erro ao tentar enviar seu pedido.

Contato

Seu contato foi enviado com sucesso.

Contato

Erro ao tentar enviar seu contato.

Recuperar Senha

Sua senha foi enviada com sucesso.

Recuperar Senha

Erro ao tentar enviar sua senha.

Recuperar Senha

E-mail fornecido não existe em nosso banco de dados.\nPor favor, verifique o e-mail fornecido.

Troca de Senha

Sua senha foi alterada com sucesso.

Troca de Senha

Sua senha não pode estar em branco e deve ter no minimo 6 caracteres.

Envia Foto

A foto preview foi encaminhada com sucesso para o seu e-mail cadastrado.

Envia Foto

A foto preview foi encaminhada com sucesso para o seu e-mail cadastrado.

Selecionar

Você precisa escolher uma das opção de valor de compra.

Li e Aceito os Termos de uso

 

TERMOS DE USO
FRAMEPHOTO AGÊNCIA FOTOGRÁFICA

Os presentes termos de uso regem a relação jurídica estabelecida entre a FRAMEPHOTO AGÊNCIA FOTOGRÁFICA LTDA., doravante denominada FRAME, e o Cliente (a partir da data de aprovação da sua ficha cadastral pela FRAME), e a sua aceitação plena e integral é requisito para todo e qualquer Cliente.

1. São direitos e deveres do Cliente:

1.1. Receber da FRAME a identificação de usuário e uma senha que permitirão o Cliente fazer download de conteúdos disponibilizados pela FRAME em seu sistema, acessível pelo site www.framephoto.com.br;

1.2. Responsabilizar-se pela confidencialidade dos dados de acesso ao sistema da FRAME;

1.3. Notificar a FRAME, imediatamente, caso verifique a utilização não autorizada dos dados de acesso ao seu sistema ou qualquer outro incidente que afete a segurança do seu acesso;

1.4. Certificar-se de ter finalizado o seu acesso enquanto usuário ao término de cada utilização do sistema da FRAME e assegurar-se de que este não possa ser acessado por terceiros não autorizados, não responsabilizando-se a FRAME por qualquer perda ou dano decorrente da inobservância da referida conduta;

1.5. Utilizar os conteúdos acessados no sistema da FRAME exclusivamente no formato de mídia descrito na sua ficha cadastral e para o tipo de utilização ali declarada, devendo ser solicitada por escrito à FRAME a autorização para o uso para fins diversos do declarado;

1.6. Não reproduzir o conteúdo disponibilizado pela FRAME, seja em seu canal de venda ou de divulgação, para fins diversos do jornalístico, ficando expressamente proibida a reprodução de imagens para fins de publicidade ou promoções sem a autorização prévia e expressa da FRAME, a ser solicitada através do e-mail contato@framephoto.com.br;

1.7. Utilizar o conteúdo baixado do sistema da FRAME uma única vez, sendo considerada reutilização, inclusive, a vinculação do conteúdo previamente utilizado com data ou em espaço diferente da primeira utilização;

1.8. Não repassar, do forma gratuita ou onerosa, o conteúdo baixado do sistema da FRAME a terceiros, sejam pessoas físicas ou jurídicas, ainda que estas sejam pertencentes ao grupo econômico de que o Cliente faça parte;

1.9. Indicar o crédito do autor do conteúdo baixado no sistema da FRAME, através da indicação ?nome do fotógrafo/Frame?, conforme determina o art. 79, § 1° da Lei 9.610/98, não responsabilizando-se a FRAME pela omissão total ou parcial do referido crédito;

1.10. Respeitar todos os direitos de propriedade intelectual e industrial, os decorrentes da proteção de marcas registradas, bem como todos os direitos referentes a terceiros que por ventura estejam, ou estiveram, relacionados ao conteúdo baixado no sistema da FRAME.

2. São direitos e deveres do FRAME:

2.1. Emitir, ao término de cada mês, a fatura/cobrança referente ao conteúdo baixado no referido período, cujo pagamento deverá ser efetuado via boleto bancário e/ou depósito contra apresentação de nota fiscal em benefício de FRAMEPHOTO AGÊNCIA FOTOGRÁFICA LTDA;

2.2. Respeitar a privacidade e a intimidade do Cliente, bem como a confidencialidade das informações por ele prestadas, não divulgando dados relativos ao seu cadastro e usando as melhores ferramentas para garantir o armazenamento seguro dos dados por ele fornecidos, cuja utilização é exclusividade da FRAME.

Sugestão de Pauta Pauta Exclusiva

*

*

*

*

*

*

*

* *

*

*